Sobre nós

Somos a Mafalda e a Sónia. Conhecemo-nos há 3 anos, quando o acaso nos juntou como colegas num Serviço de Psicologia e Orientação de um agrupamento de escolas.

Com vista a dar resposta aos múltiplos pedidos que todos os dias nos interpelavam, fomos procurando materiais que servissem os objetivos da intervenção. Materiais que fossem implementados por nós em contexto de turma, pequenos grupos ou individual, ou ainda por educadores de infância ou docentes.

Vivemos numa realidade onde os materiais de promoção de competências sociais desenvolvidos em português são escassos, pelo que sentimos a necessidade de adaptar e construir os nossos próprios materiais, de acordo com a realidade do contexto em que se insere o Agrupamento.

E foi aí que começou o sonho. O sonho de criar algo que construísse e proporcionasse recursos educativos na nossa língua e que fosse ao encontro das necessidades que vamos ouvindo por parte de outros técnicos, professores e pais. Recursos acessíveis à distância de um clique e que facilmente pudessem ser implementados de Norte a Sul.

O primeiro passo estava dado, sabíamos o que queríamos e onde queríamos chegar, agora era só preciso estruturar ideias, definir prioridades, dar um nome e uma forma para que o sonho pudesse crescer.

Nasceu a Oceano de Papel! Uma marca portuguesa, com materiais de promoção de competências emocionais, pensados e construídos em português. Uma marca que tem como objetivo contribuir para que as crianças vivam o seu percurso escolar de forma mais gratificante, atingindo o seu máximo potencial e aprendendo competências que contribuam para que sejam adultos mais proativos, assertivos e resilientes.

A Oceano de Papel constrói programas de promoção de competências pessoais e sociais para jovens em idade escolar, desde o Jardim-de-Infância até ao 9º ano de escolaridade. Pretende ajudar no acesso a recursos e/ou programas que se dirijam a técnicos especializados, docentes e pais, podendo os mesmos ser implementados em escolas, IPSS, ATL e também em contexto familiar. Os programas podem ser aplicados em turma, integrados em disciplinas do currículo, intervenção individual ou de pequeno grupo.